Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

HC-UFTM avança em ações de melhoria da ambiência e qualidade assistencial

Publicado: Segunda, 14 de Maio de 2018, 14h25

Mais economia e maior eficiência no processo de lavagem, passagem e distribuição do enxoval entre as unidades de internação. Esses são alguns dos benefícios alcançados pela contratação, por parte do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, de uma empresa para gerir a higienização de lençóis, toalhas, aventais cirúrgicos, pijamas, cobertores e outros itens em tecido utilizados no complexo hospitalar.

O contrato completa um mês no dia 12 de maio. Seguindo um cronograma de horários preestabelecidos, as peças usadas são recolhidas em todos os setores, por funcionários da contratada. Eles também se encarregam da distribuição dos conjuntos lavados, passados e empacotados, em cada unidade.

A vencedora da licitação é uma instituição filantrópica localizada em Uberlândia (Instituição Cristã de Assistência Social de Uberlândia - Icasu). A contratação se justifica devido à impossibilidade de seleção de profissionais de lavanderia por meio de concurso público. Dos funcionários fundacionais que anteriormente atuavam nesse trabalho, 12 foram absorvidos pela contratada e realizam a coleta e distribuição in loco das peças, nos três turnos.

De acordo com a chefe do Setor de Hotelaria, Renata Maria Dias de Abreu, uma análise prévia demonstrou a viabilidade custo-benefício da contratação. “Nossos equipamentos de lavar, secar e passar já estavam muito antigos e precisavam ser substituídos. A contratação dispensa esse investimento e o gasto em manutenções preventivas e corretivas. Além disso, o contrato prevê o fornecimento de novas peças, de modo a manter o enxoval em número constantemente adequado à necessidade de todo o hospital”, relata.

Otimização

Anteriormente, eram gastos R$ 277 mil mensais para cobrir os custos diretos e indiretos do processamento de roupas no HC. O custo mensal do contrato, em um mês de 30 dias, sob a média de 1.600 quilos de roupa lavada ao dia, baixou para R$ 216 mil.

“Na área da antiga lavanderia, no primeiro andar do HC, foi criada uma rouparia central, para estocagem e organização, com funcionamento 24 horas”, conta a chefe do Setor de Hotelaria. “Parte dos 490 m² anteriormente ocupados será reformada para receber a expansão da cozinha, onde são preparadas as refeições dos pacientes, e também o refeitório para equipes assistenciais”.

A contratação do serviço de lavanderia e a reforma do atual refeitório fazem parte de uma série de investimentos recentes do Hospital de Clínicas em melhorias de ambiência e qualidade assistencial. Em outubro passado, foram inaugurados novos vestiários para colaboradores. Localizada no primeiro andar do HC, a área possui 260 m², 22 chuveiros, 14 instalações sanitárias e 60 armários individuais.

Em abril deste ano, foi entregue a nova área de convivência das equipes. Instalado no 2.º andar, o espaço tem 400 m², área verde, chafarizes, quiosques e cozinha. “Como próxima etapa das melhorias, está prevista a reestruturação estética e funcional da portaria principal do HC, de modo a melhorar as formas de acesso para os pacientes e o fluxo de entrada e saída de trabalhadores e visitantes”, Abreu adianta.

 

Fonte: Unidade de Comunicação HC-UFTM
Foto: João Pedro Vicente/HC-UFTM

0
0
0
s2sdefault
registrado em:
Fim do conteúdo da página